Follow by Email

sábado, 1 de agosto de 2015

Tô querendo sair...

O vídeo abaixo me incomoda muito... A princípio mostra até uma "coisa legal"... É uma vaga de deficiente ocupada indevidamente, mas....

https://www.youtube.com/watch?v=5MDc0ZI7dLc


Este conceito aqui tem sido o cerne de minha meditação, pois eu tenho como hábito questionável o apego aos conceitos de poder...

São mais perguntas que certezas...
A minha preocupação reside em reagirmos da mesma forma (ou com a mesma mente) do agressor...
Creio que o conceito de violência esteja na motivação.

OK, a tinta sai com água, mas o ato de publicamente execrar uma pessoa por seus erros não nos coloca naquela turba de pessoas com forcados que invadem o "Castelo de Frankenstein" gritando? (Apenas uma metáfora literária )


http://pracuepb.blogspot.com.br/2014/05/seres-sem-rumo.html )

A violência se vale principalmente da separação, da segregação, da des-humanização (e estou usando aqui a palavra humano não só pra humanos, mas para todos vivos),
No outro dia vi um vídeo de um cara "Parrudo" tirando um fiat uno de uma faixa de ciclistas...

Depois ele deu uma entrevista dizendo:
"Nunca vi um cara tão folgado"
A sensação que me deu foi:
1) Nós os ciclistas...
2) Ele os motoristas..
3) Nós, os certos..
4) Eles os folgados...
só faltou o "Matem a todos"..


Desta forma Cortez Conquistou os astecas (Beleza, eles não era lá boa gente... sacrificavam pessoas...).
Hitler fez a Shoah..
Pol Pot destruiu o Camboja...
A Camarilha dos 4 (e Mao) fez a revolução Cultural na China..
Creio que uma multa estaria bem aplicada em ambos os casos... e "that's all"...

Reconheço aqui mais um dos componentes do linchamento:
A falta de ação do dito poder público. Que ao transmitir a sensação de incompetência e insegurança, abre a porta para isto.

Seguem aqui links de palestras, que mostram o quão a punição para um ato muitas vezes impensado se torna uma pena de "morte".

http://www.ted.com/talks/jon_ronson_what_happens_when_online_shaming_spirals_out_of_control


http://www.ted.com/talks/monica_lewinsky_the_price_of_shame

Óbvio que o "karma" não alivia  para um ato errado, seja ocupar o espaço indevido, ou esfaquear a pessoa que "você" acabou de assaltar.

Óbvio que as pessoas devem ser responsabilizadas por seus atos...
Mas será que não estamos indo para uma justiça do tipo tábua rasa???

Será que isto, mentalmente, não dá o "direito" ao dono do carro reagir à execração pública por considerá-la desproporcional ao seu erro?
Vai que ele pega o spray do cara e.....

Deste jeito, acabaremos todos cegos e banguelas...

"Desculpaê", mas tô fora... ou ao menos querendo sair...

Lembram do We Are Right (W.A.R.) da Família Dinossauro?